Ministros do Hezbollah renunciam no Líbano

Cinco ministros dos partidos xiitas Hezbollah e Amal renunciaram a seus cargos no Líbano, na tentativa de forçar a dissolução do governo liderado pelo primeiro-ministro Fuad Seniora, informou a rede de televisão "Al-Manar", ligada ao Hezbollah. De acordo com a emissora, os ministros xiitas disseram que estavam renunciando por causa do fracasso das negociações para a formação de um novo governo de "união nacional", no qual o Hezbollah pretendia ter mais cargos de primeiro escalão. Embora a renúncia coletiva abale o governo liderado por Seniora, seria necessário que pelo menos oito ministros abandonassem seus cargos para que o governo fosse dissolvido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.