Ministros rateiam conta do jantar com Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu seguir uma programação informal na noite desta segunda-feira. Convidado por seus ministros e assessores mais próximos, Lula jantou no restaurante Felidia, na região de Upper East Side, em Manhattan. A escolha do restaurante foi feita por sugestão do embaixador Paulo Oliveira Campos, chefe do Cerimonial do Palácio do Planalto. O porta-voz da Presidência, André Singer, que também participou do encontro, explicou que se tratava de um "jantar de adesão" - em que cada um dos convidados paga a sua conta e também uma parcela da despesa do presidente. Além de Singer e Oliveira Campos, participaram do jantar os ministros Humberto Costa (Saúde), Luiz Dulci (Secretaria da Presidência), Luiz Fernando Furlan (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Dilma Rousseff (Minas e Energia), José Graziano (Segurança Alimentar e Combate à Fome) e Gilberto Gil (Cultura), além do assessor paraAssuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, do embaixador Ronaldo Sardenberg e a mulher, do prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, e do assessor especial da Presidência, Oded Grajew.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.