Missa do papa reúne cerca de 400 mil fiéis em Portugal

Cerca de 400 mil fiéis se reuniram hoje no santuário mariano de Fátima, no centro de Portugal, para assistir a uma missa celebrada pelo papa Bento XVI. O motivo é o aniversário do dia em que três crianças pastoras afirmaram ter tido visões da Virgem Maria.

AE-AP, Agência Estado

13 Maio 2010 | 11h48

Bento XVI chegou à praça em seu papamóvel, ovacionado pela multidão. À medida que a missa avançava, houve uma chuva forte, que ensopou milhares de fiéis, entre os quais alguns que caminharam durante dias para chegar a Fátima.

A missa ao ar livre marcou a visita de quatro dias que o papa faz a Portugal. O pontífice realizou ontem uma cerimônia religiosa à luz de velas em que disse estar levando o sofrimento "de uma humanidade ferida, dos problemas do mundo".

Bento XVI já se referiu várias vezes ao sofrimento do mundo e inclusive da Igreja Católica durante a viagem. Ele afirmou que os "pecados da Igreja" são responsáveis pelo escândalo de abusos sexuais envolvendo membros do clero.

Datas

Hoje ocorre o 93º aniversário da data em que três pastores informaram ter tido visões da Virgem Maria em Fátima, em 13 de maio de 1917. Também é o dia do 10º aniversário das beatificações de dois dos pastores e o quinto aniversário da morte do terceiro.

O papa anterior, João Paulo II, foi alvo de um atentado na Praça São Pedro, no Vaticano, em 13 de maio de 1981. A coincidência fez o atual pontífice pensar que a "mão invisível" de Maria evitou a morte da autoridade religiosa, disse ontem Bento XVI. O papa deve voltar amanhã ao Vaticano.

Mais conteúdo sobre:
Portugal Fátima papa missa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.