Missão da ONU pede rápida formação de governo

Um dia depois que o Senado haitiano aprovou a destituição do primeiro-ministro Jacques Edouard Alexis, a Missão da ONU para a Estabilização do Haiti (Minustah) pediu ontem a rápida formação de outro governo para dar continuidade ao processo de reforma do empobrecido país. Dos 17 senadores presentes na votação de sábado, 16 optaram pela destituição de Alexis, acusado de não ter se empenhado para estimular a produção e reduzir o custo de vida. Na semana passada, manifestações contra o aumento do preço dos alimentos deixaram cinco mortos. No sábado, o presidente René Préval anunciou redução de 15% no arroz. A missão também condenou o assassinato de um nigeriano membro de sua força policial, no sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.