Missão da UE chega ao Timor Leste para observar eleições

O espanhol Javier Pomes Ruiz, deputado do Parlamento Europeu, lidera a missão da União Européia (UE) que chegou nesta quinta-feira, 22, a Díli, capital do Timor Leste, para supervisionar as eleições presidenciais de 9 de abril.O chefe da Missão de Observação Eleitoral (EOM, sigla em inglês) se reunirá nos próximos dias com o presidente Xanana Gusmão e com os oito candidatos à Presidência, entre eles o atual primeiro-ministro, José Ramos Horta.A EOM é a maior das missões internacionais enviadas ao Timor para observar a eleição. São sete analistas eleitorais e 28 observadores, segundo um comunicado.Nas próximas semanas, o grupo vai debater com funcionários da Justiça eleitoral e representantes da sociedade civil."Nossos observadores fornecerão uma avaliação independente e objetiva do processo, de acordo com as normas internacionais para eleições democráticas", disse em comunicado Pomes Ruiz.As eleições presidenciais são consideradas um passo fundamental para o futuro do Timor, que ainda se recupera da crise do ano passado, quando esteve à beira da guerra civil. As enquetes apontam Ramos Horta como favorito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.