Missão diplomática pressiona por coalizão no Haiti

Uma missão diplomática liderada pelo subsecretário de Estado dos EUA para a América Latina, Roger Noriega, chegou neste sábado ao Haiti para pressionar o presidente Jean-Bertrand Aristide e a oposição a formar um governo de coalizão e pôr fim à violência - que já deixou mais de 60 mortos neste mês."Eles têm até segunda-feira para responder à proposta", disse uma fonte diplomática, sem especificar o que ocorreria se esse prazo não fosse cumprido.O plano foi apresentado pela primeira vez a Aristide na sexta-feira por diplomatas dos EUA, Canadá, Organização dos Estados Americanos (OEA), Alemanha e França.O governo de coalizão previsto no plano seria chefiado por um novo primeiro-ministro, mas Aristide seria mantido na presidência - embora com um poder reduzido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.