Missão do FMI vai revisar dolarização no Equador

Uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) desembarcará em Quito nos próximos dias para rever os progressos do programa de dolarização da economia do Equador, implementada no ano passado.A equipe do FMI, composta por 3 pessoas, permanecerá no Equador por cerca de 15 dias, analisando o processo de dolarização e os problemas gerados por ele, disse o gerente-geral do Banco Central equatoriano, Leopoldo Baez.Segundo dados do governo, o Equador removeu cerca de 98% dos sucres de circulação. Cerca de US$ 10,7 milhões em sucres ainda precisam ser trocados. Uma outra missão do FMI, liderada por John Thornton, encontra-se atualmente no Equador, trabalhando para completar a segunda revisão do programa econômico do país.Ao final dessa revisão, espera-se que o Equador ganhe acesso a US$ 48 milhões do FMI, que faz parte do programa de crédito "stand-by" de US$ 305 milhões. Desde que fechou o acordo com o FMI, o Equador já recebeu dois desembolsos, um de US$ 114 milhões e outro de US$ 39 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.