Mísseis atribuídos aos EUA matam 6 no Paquistão

Todos os mortos seriam militantes taleban, segundo um funcionário paquistanês

Agência Estado e Efe

20 de junho de 2011 | 08h34

PESHAWAR - Uma ofensiva de aviões não tripulados dos Estados Unidos matou nesta segunda-feira, 20, seis supostos combatentes afegãos da rede Haqqani, vinculada à Al-Qaeda no Paquistão, de acordo com fontes no setor de segurança local.

O primeiro ataque atingiu um veículo que viajava pela província de Kurram, que faz fronteira com a província de Paktia, no leste do Afeganistão. Minutos depois, dois mísseis atingiram um complexo próximo, disseram os funcionários paquistaneses.

"O segundo míssil atingiu um complexo do Taleban e matou três militantes. Eles eram homens da (rede) Haqqani", disse um graduado funcionário do setor de segurança do Paquistão, pedindo anonimato. Três outros militantes morreram no primeiro ataque.

 

"Todos os mortos nos dois ataques eram combatentes afegãos e eram homens da Haqqani", afirmou o funcionário.

 

Kurram foi atacada em três ocasiões por aviões dos EUA, segundo oficiais locais citados pela emissora "Geo", embora a CIA mantenha um programa encoberto de operações em toda a região. No ano passado se produziram 118 ataques deste tipo e este ano chegam a 40.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.