Mísseis atribuídos aos EUA matam mais 4 no Paquistão

Mísseis supostamente disparados por forças dos Estados Unidos mataram quatro pessoas hoje, numa fortaleza do Taleban e da Al-Qaeda no noroeste do Paquistão, de acordo com informações de funcionários da inteligência paquistanesa. Três mísseis atingiram um complexo e um veículo na área de Dargah Mandi, na região tribal do Waziristão do Norte, na fronteira com o Afeganistão.

AE-AP, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2010 | 14h34

As identidades dos mortos não foram reveladas, contaram os funcionários da inteligência, que pediram anonimato porque não estão autorizados a falar com a imprensa. A área atingida, porém, é uma fortaleza da rede Haqqani, braço do Taleban afegão que é considerado uma grande ameaça às tropas dos EUA na fronteira com o Afeganistão.

Um ataque de mísseis na mesma região, na semana passada, matou Mohammad Haqqani, filho do líder da rede Jalaluddin Haqqani, disseram os funcionários. Os ataques de mísseis têm sido um dos vários golpes contra militantes nas últimas semanas.

Pelo menos três comandantes do Taleban afegão foram capturados nas últimas semanas no Paquistão, dentre eles o número 2 da liderança insurgente, o mulá Abdul Ghani Baradar.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoEUAmísseisTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.