Mísseis dos EUA matam 16 militantes no Paquistão

Ao todo, foram disparados quatro mísseis por aviões teleguiados

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2012 | 15h45

ISLAMABAD - Aviões teleguiados norte-americanos dispararam quatro mísseis contra instalações de um comandante militante, localizadas na região tribal paquistanesa nesta quinta-feira, 11, matando 16 militantes. Em outra parte do país, duas explosões mataram dez civis e três integrantes das forças de segurança, informaram autoridades.

 

Veja também:

linkPaquistanesa baleada pelo Taliban é transferida para hospital do Exército

linkPaquistão abre polêmico parque exclusivo para mulheres

linkIslâmico paquistanês acusa Obama de 'guerra' contra muçulmanos

 

Salim Khan, funcionário administrativo da região de Orakzai, disse que 12 insurgentes também ficaram feridos no ataque realizado por um avião não tripulado, ocorrido perto da vila de Biland, que faz fronteira com a região tribal do Waziristão do Norte. Três oficiais da inteligência paquistanesa disseram que os mortos e feridos eram combatentes leais ao comandante militante Hafiz Gul Bahadur, que age a partir do Waziristão do Norte.

 

Embora as autoridades norte-americanas costumem atacar esconderijos nas regiões tribais do Waziristão do Norte e do Sul, que fazem fronteira com o Afeganistão, investidas em outras regiões tribais, como Orakzai, são raras. Os Estados Unidos raramente discutem a ação de seus aviões teleguiados, que fazem parte de um programa secreto da CIA.

O ataque aéreo ocorreu horas depois da explosão de uma bomba num movimentado mercado na província do Baluquistão, que matou dez pessoas. Uma bomba colocada à margem de uma estrada, na mesma região, matou três oficiais de segurança, informou a polícia.

A explosão no mercado aconteceu na cidade de Sibi, no Baluquistão, e deixou 24 feridos, disse o policial Ghulam Aali Lashari. Segundo ele, a explosão destruiu várias lojas da cidade, que fica a cerca de 150 quilômetros a leste de Quetta, a capital da província.

Horas mais tarde, uma bomba colocada à margem de uma estrada atingiu um veículo que levava oficiais de segurança na cidade de Dera Bugti, no sudoeste da região, matando três oficiais e ferindo dois.

Também nesta quinta-feira, homens armados sequestraram um ex-Brigadeiro do Exército que trabalha para a agência de inteligência do país. O sequestro ocorreu na periferia da capital, Islamabad, pouco depois de o oficial sair de casa para ir ao trabalho.

 

Com AP

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãomilitantesavião teleguiado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.