Mísseis dos EUA matam 9 supostos militantes no Iêmen, dizem fontes

Nove supostos militantes da Al Qaeda foram mortos no que uma fonte de segurança local e moradores disseram ter sido um ataque de aviões teleguiados dos EUA em uma propriedade rural perto de uma cidade no sul do Iêmen.

MOHAMMED MUKHASHAF, Reuters

18 de outubro de 2012 | 15h32

A fazenda, a oeste de Jaar, uma das duas cidades do sul do Iêmen que o Exército tomou de volta do controle rebelde, foi atingida por três mísseis separados de madrugada, disseram as fontes.

Os moradores relataram ter encontrado seis corpos carbonizados e os restos dispersos de outras três pessoas, incluindo Nader al-Shaddadi, um importante militante da Al Qaeda na província de Abyan que liderou o grupo que ocupava Jaar.

O site do Ministério da Defesa iemenita informou que nove membros da Al Qaeda, incluindo Shaddadi, tinham sido mortos em um ataque de tropas iemenitas. Moradores disseram que os soldados chegaram depois dos ataques aéreos.

Uma fonte de segurança local contou que dois dos homens estavam usando cintos de explosivos, sugerindo que eles estavam planejando ataques suicidas nesta quinta-feira.

O Iêmen, onde militantes da Al Qaeda exploraram um vácuo de segurança durante a revolta do ano passado contra o presidente Ali Abdullah Saleh, viu uma campanha intensificada de ataques de mísseis norte-americanos nos últimos meses, muitas vezes usando a aeronave sem piloto conhecida como drone.

(Reportagem de Mohammed Mukhashaf)

Tudo o que sabemos sobre:
IEMENEUAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.