Míssil americano matou terroristas no Iêmen, diz fonte

Seis supostos membros da rede terrorista Al-Qaeda, incluindo o principal auxiliar de Osama Bin Laden no Iêmen, foram mortos no primeiro ataque direto de forças americanas contra a Al-Qaeda no Oriente Médio. Um míssil Hellfire foi disparado contra o carro onde os seis viajavam. Uma autoridade dos EUA confirmou que o ataque foi desfechado por americanos, provavelmente da CIA, possivelmente usando um avião teleguiado Predator, com mísseis.A autoridade americana falou sob condição de anonimidade. As autoridades iemenitas não ofereceram explicação para a explosão, ocorrida no noroeste do país, mas moradores da região, conhecida por seu apoio à Al-Qaeda, afirmam que um helicóptero militar do Iêmen pairou no ar um pouco antes do ataque. As estradas foram bloqueadas na área, cerca de 160 quilômetros a leste da capital, Sanaa.Em agosto, forças iemenitas treinadas pelos EUA foram deslocadas para Marib, uma fortaleza tribal onde, acreditavam as autoridades, operavam membros e simpatizantes da rede terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.