Míssil dos EUA destrói escritório da Al-Jazira

Um escritório da emissora Al-Jazira em Cabul, capital do Afeganistão, foi destruído por um míssil norte-americano, conforme informou o diretor-gerente da empresa, Mohammed Jassim al-Ali. Ninguém estava no escritório quando ele foi atingido, antes da madrugada. Segundo al-Ali, todos os 10 funcionários, incluindo o repórter Tasir Alouni, estavam aparentemente salvos, embora não houvesse informações sobre a localização dessas pessoas. "Todos os nossos equipamentos foram destruídos, mas nós acreditamos que nossa equipe está salva", afirmou al-Ali, em entrevista concedida à Associated Press no Catar, sede da Al-Jazira. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.