Missionário preso no Haiti com armas na geladeira

Um missionário americano foi acusado de contrabandear armas para o Haiti depois que as autoridades locais encontraram armas em sua geladeira. James Glenn White, de 57 anos, poderá ficar até três anos na cadeia se for condenado. O ministro protestante está sendo mantido sob custódia numa penitenciária haitiana e negou todas as acusações, segundo o porta-voz do governo do Haiti Mario Dupuy.White foi preso sexta-feira, na cidade de Gonaives, depois que chegou até a polícia a denúncia dee que o missionário tinha recebido uma geladeira da Flórida. O aparelho continha uniformes militares, dois rifles automáticos, uma pistola, pólvora, uma máquina para produzir balas e um helicóptero de brinquedo de controle remoto, disse Dupuy.Um representante da diplomacia americana no Haiti visitou o missionário, mas a a porta-voz da Embaixada, Judith Trunzo, absteve-se de fazer comentários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.