Misteriosa explosão mata ativista da Jihad

Um ativista palestino da Jihad Islâmica foi morto nesta segunda-feira à noite em Nablus (norte da Cisjordânia) por causa de uma explosão de origem misteriosa que fez também um ferido, indicaram testemunhas e integrantes dos serviços de segurança palestinos.A explosão, que ocorreu no bairro al-Jénide, na parte ocidental da cidade, matou Rami Abu Bakr, de 22 anos, segundo essas fontes. Um outro palestino que pertence ao mesmo movimento radical islâmico foi ligeiramente ferido pela explosão e admitido no hospital local, que deixou rapidamente, por recear ser preso, acrescentaram.Nem as testemunhas nem os membros dos serviços de segurança conseguiram indicar a causa da explosão que ocorreu ao ar livre, cerca das 19h30 locais (15h30 horas de Brasília).Grandes Acontecimentos InternacionaisESPECIAL ORIENTE MÉDIO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.