Misterioso "homem do gelo" nunca se afastou muito de casa

O misterioso "homem do gelo", que morreu há 5.200 anos, em uma geleira dos Alpes, nasceu num vale do norte da Itália e nunca se afastou muito desse lugar, segundo um grupo de pesquisadores internacionais, da Universidade Nacional Australiana de Camberra. O homem conhecido como Oetzi, por ter sido descoberto no vale com esse nome, provavelmente passou toda a vida dentro de um raio de 60 quilômetros do lugar onde foi encontrado, na fronteira entre a Itália e a Áustria. A descoberta foi anunciada na edição desta semana da revista Science.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.