AFP
AFP

Mitt Romney vence primárias republicanas em Ohio

Ex-governador de Massachussetts leva Estado mais decisivo da Superterça

Christina Stephano de Queiroz e Gabriel Toueg, do estadão.com.br,

07 de março de 2012 | 02h31

SÃO PAULO - Na batalha mais importante da chamada Superterça, o ex-governador de Massachussetts Mitt Romney venceu as primárias republicanas no Estado de Ohio, na noite desta terça-feira, 6. Com a vitória, o candidato somou 23 delegados ao total de 298 já acumulados ao longo das prévias realizadas nos diferentes Estados norte-americanos. Santorum terá 17 delegados.

 

Veja também:

especialPERFIL: Quem são os quatro candidatos que seguem na corrida

especialAO VIVO: Veja como foi a Superterça

blog CHACRA: Superterça não encerra primárias

republicanas

especialMAPA: Acompanhe os resultados Estado a

Estado

lista ESPECIAL: Eleições nos EUA 2012

 

A vitória foi apertada e disputada voto a voto até o último momento. Às 2h34, quando 100% das urnas haviam sido apuradas, a diferença entre os dois era de apenas 12.040 votos, segundo o NY Times. Segundo o jornal, Romney fechou com 451.972  (38%) e Santorum com 439.932 (37%). Gingrich vinha bem atrás, com 173.797 (14,6%) e Paul tinha 110.289 (9,3%).

No passado, o Estado já decidiu eleições presidenciais para democratas e republicanos no passado e nenhum presidente americano foi eleito sem ter vencido nas gerais em Ohio. Por outro lado, Ohio não tem pré-candidato favorito na Superterça.

Os três principais adversários da Superterça foram declarados vitoriosos em pelo menos um dos Estados importantes na disputa desta terça. O favoritismo de Mitt Romney, porém, mostrou-se assegurado pelas conquistas da Virgínia, Idaho de Massachusetts e de Vermont. Newt Gingrich ficou na frente na Geórgia.

O maior rival de Romney nas disputas republicanas, Rick Santorum levava os Estados da Dakota do Norte, Oklahoma e Tennesse.

 
Tudo o que sabemos sobre:
eleicoes nos euaRomneySuperterça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.