Modelo de Israel faz campanha por filho de Kadafi

A modelo israelense Orly Weinerman lançou ontem uma campanha na Grã-Bretanha pela libertação de Saif al-Islam, filho e por anos tido como sucessor do ditador líbio Muamar Kadafi. Última namorada de Saif, com quem manteve um relacionamento de seis anos, ela exortou o ex-premiê britânico Tony Blair a interceder pelo "velho amigo" líbio, que aguarda julgamento em Trípoli.

LONDRES, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2012 | 03h06

"Saif trabalhou com Blair antes de ser capturado. Eles são velhos amigos e chegou a hora de Blair fazer um gesto de lealdade. (O ex-premiê) é um homem de Deus e, como cristão, tem um dever moral de ajudar o amigo", afirmou Orly.

Até o início dos distúrbios na Líbia, Saif era visto como a "face moderna e moderada" do regime. O herdeiro de Kadafi estudou na prestigiosa universidade London School of Economics e Blair assinou uma das cartas de recomendação apresentadas por ele ao inscrever-se em um curso de doutorado. Orly reconheceu que o fato de ser judia causava "problemas" para Saif na Líbia. "Era algo com que tínhamos de lidar", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.