Moedas virtuais não são ameaça à estabilidade, diz BCE

Moedas virtuais como o bitcoin não ameaçam a estabilidade dos preços ou o sistema financeiro da Europa, mas são um risco para seus usuários, afirmou hoje Yves Mersch, membro do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE).

AE, Agência Estado

24 de março de 2014 | 15h09

Em discurso preparado para uma conferência em Roma, Mersch também disse que moedas virtuais "são um fenômeno interessante e não devem ser ignoradas ou dispensadas".

Mersch também citou uma análise do BCE sobre moedas virtuais, publicada em 2012, e afirmou que as conclusões do estudo "ainda parecem ser válidas", principalmente o fato de que tais moedas ainda não são economicamente importantes. Segundo Mersch, isso continua valendo apesar do aumento no valor do bitcoin e da atenção que a moeda ganhou da mídia desde então. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
europamoedas virtuaisbitcoinbcemersch

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.