Moldávia: mulheres vendiam carne humana

Duas mulheres foram detidas pela acusação de venda de carne humana em bolsas de plástico, informaram neste sábado a polícia local e o Ministério do Interior da Moldávia. Um cliente denunciou as mulheres à polícia depois de comprar um dos pacotes que elas vendiam nas proximidades de um açougue em Chisisnau. Especialistas determinaram tratar-se de carne humana, disseram fontes. As mulheres confessaram que compravam a carne de um hospital público especializado no tratamento de câncer. A polícia informou que preferia não divulgar nenhuma declaração oficial para não causar pânico nem repulsão entre o público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.