Monges fazem cerimônia coletiva de cremação

Monges tibetanos planejam fazer hoje uma cerimônia coletiva de cremação dos corpos de vítimas do tremor que abalou a província chinesa de Qinghai. O funeral é uma das cerimônias mais importantes para os budistas tibetanos, que o veem como uma maneira de libertar a alma dos mortos para que ela siga para a próxima vida. O Buda Vivo Yuandan Xiran disse ao "Estado" que já fez 51 cerimônias desde o tremor. Normalmente, os mortos tibetanos têm seus corpos desmembrados e deixados ao ar livre para ser comidos por abutres, no que é chamado de "funeral celeste". A cremação é reservada para grandes mestres e líderes religiosos. Mas com centenas de corpos se acumulando em Yushu não é possível realizar o funeral tradicional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.