Mongólia começa a eleger seu presidente

Os eleitores mongóis começaram este domingo a votar para eleger seu terceiro presidente desde a instauração de uma democracia parlamentar no país, em 1992. Na capital, Ulan Bator, os locais de votação foram abertos às 7:00h (horário local, 19:00h de sábado no Brasil). Segundo as últimas pesquisas, o atual presidente, Natsagiin Bagabandi, do antigo partido único, o Partido Revolucionário do Povo Mongol (PRPM, ex-comunistas), deve ganhar o pleito, derrotando seu principal oponente, o candidato democrata Radnasumberel Gonchigdorj. Três candidatos disputam os votos de 1,16 milhões de eleitores. Geralmente considerada como um modelo democrático na Ásia, a Mongólia possui 2,4 milhões de habitantes. Apesar das reformas de cunho liberal, a economia do país ainda tem dificuldades para superar o desaparecimento do apoio soviético, que representava um terço do Produto Interno Bruto (PIB).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.