Montenegro convoca eleições parlamentares

Posicionando cada vez mais a república na direção da independência, o presidente de Montenegro, Milo Djukanovic, convocou eleições parlamentares como prelúdio de um rompimento com a Federação Iugoslava. Ao anunciar o pleito para 22 de abril, Djukanovic disse que as eleições "criarão condições democráticas para a normalização das relações" entre a Sérvia, a outra república iugoslava, e um Montenegro independente. Montenegro e Sérvia são as duas únicas repúblicas remanescentes da ex-Iugoslávia, que também contava com Croácia, Eslovênia, Macedônia e Bósnia-Herzegovina antes do rompimento no início dos anos 90, precipitando uma série de conflitos étnicos. "Estou convencido de que as eleições são o passo mais democrático para a construção de uma sociedade montenegrina livre e democrática", declarou o presidente. As pesquisas de opinião mostram Djukanovic e seu partido à frente da oposição pró-Iugoslávia. A maioria dos entrevistados também é a favor da independência. Os líderes da Sérvia e da Federação Iugoslava vêm dizendo há algum tempo que não utilizariam a força para conter uma eventual separação de Montenegro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.