Montesinos diz ter vídeo que compromete Fujimori

O ex-chefe de inteligência Vladimiro Montesinos propôs às autoridades peruanas entregar um vídeo que comprometeria em atos de corrupção o ex-presidente Alberto Fujimori, em troca da suspensão das medidas judiciais que o mantêm em isolamento. O jornal La República afirma hoje que Montesinos, detido na prisão de segurança máxima da base naval de El Callao, reconheceu na sexta-feira, em uma sessão reservada com um juiz anticorrupção, que ainda tem em seu poder um vídeo que mostra Fujimori recebendo dinheiro. "Estou disposto a entregar um vídeo comprometedor do traidor ex-presidente Fujimori se o meu isolamento for suspenso", disse Montesinos, segundo o La República. Uma porta-voz do Poder Judiciário disse que esta versão não saiu de seus escritórios de divulgação. O procurador especial José Ugaz afirmou hoje que, se Montesinos entregar tal vídeo, terá que examiná-lo e ver se tem valor, mas esclareceu que não pode ser submetido a condicionamentos. Desde o início de outubro, Montesinos se encontra em isolamento total - sem visitas, sem possibilidde de acesso ao rádio e à televisão - como sanção por haver filtrado uma fita cassete com suas declarações para uma cadeia internacional de televisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.