Montesinos encerra greve de fome

O ex-chefe de espionagem Vladimiro Montesinos encerrou uma greve de fome em protesto contra sua detenção em uma prisão naval de segurança máxima projetada por ele para abrigar líderes guerrilheiros, informaram autoridades locais. Montesinos voltou a comer durante o fim de semana "em resposta a um apelo de suas filhas transmitido a ele por suas advogadas", disse o observador de direitos humanos Wilfredo Pedraza à Associated Press. "Conversei com ele há uma hora e ele confirmou a situação." A emissora peruana Radioprogramas citou ontem Gloria Aguero, uma das advogadas de Montesinos, dizendo que o ex-chefe dos serviços de inteligência do Peru havia encerrado uma greve de fome iniciada por ele em 28 de junho. Ele foi capturado na Venezuela no último dia 23, após uma caçada internacional de oito meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.