Montesinos nega autoria de atentado no Peru

O ex-chefe do serviço secreto peruano Vladimiro Montesinos negou nesta quinta-feira, por intermédio de seu advogado, ser o mentor intelectual do atentado ocorrido na noite desta quarta-feira em frente à Embaixada dos Estados Unidos em Lima.O advogado Pedro Vidaurre considerou uma "temeridade" afirmar que o detido ex-assessor do ex-presidente Alberto Fujimori estaria por trás do atentado com um carro-bomba que deixou nove mortos e 38 feridos.Após descartar veementemente a relação de seu cliente com o atentado, Vidaurre disse que, se não existem elementos maiores para uma afirmação desta natureza, então se deveria guardar silêncio."Montesinos é o cavalo de batalha utilizado por aqueles que não sabem realizar um bom trabalho para dar segurança à população", comentou o advogado, segundo quem seu cliente é sempre culpado com antecedência por tudo de mau que ocorre no país.Montesinos etá detido na Base Naval de Callao à espera de julgamento por tráfico de armas, de drogas, assassinatos e corrupção, entre outros crimes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.