Monti alerta para risco de desintegração da zona do euro

O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, afirmou que o euro está sob risco de se tornar um fator desintegrador da zona do euro. "O euro deveria ser a culminação da integração europeia, mas corre o risco de se tornar um fator de desintegração", declarou Monti no fim de uma visita à Finlândia antes de seguir para a Espanha e a França.

AE, Agência Estado

02 de agosto de 2012 | 08h41

O líder italiano citou o surgimento de "preconceitos e estereótipos" durante a crise de dívida da zona do euro como uma das razões para a desintegração do bloco e acrescentou que cada vez mais países estão sendo vistos como "inerentemente virtuosos, enquanto outros são vistos como inerentemente viciados".

Monti reiterou sua preocupação com o fato de que, apesar das reformas estruturais e fiscais implementadas por seu governo, os mercados financeiros continuam "incapazes de refletir e reconhecer adequadamente o progresso feito". O premiê pediu que os líderes europeus encontrem meios de "corrigir o mau funcionamento" dos mercados financeiros da zona do euro.

A falta de confiança do mercado nos programas de reforma adotados por Roma e Madri indicam a "falta de confiança na integridade do euro e na administração da zona do euro", alertou Monti. Segundo ele, o crescimento do bloco só ocorrerá com o aprofundamento do mercado único e a solidariedade na região é "essencial para o desenvolvimento e o crescimento sustentável do mercado único". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaprimeiro-ministrozona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.