Monti rejeita temor sobre queda de governo

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, rejeitou ontem temores de que seu governo poderá cair, após o ex-premiê Silvio Berlusconi dizer, no sábado, que poderia retirar o apoio ao gabinete antes das eleições de 2013. Monti disse que não considerou uma ameaça os comentários de Berlusconi - feitos um dia depois de o ex-premiê ter sido condenado por fraude fiscal a 1 ano de prisão e ter seus direitos políticos cassados. Monti indicou que permanecerá no cargo até as próximas eleições, marcadas para abril.

O Estado de S.Paulo

30 de outubro de 2012 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.