Monti vê progresso na gestão da crise de dívida

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, disse neste sábado que a zona do euro fez grandes progressos na gestão da crise de dívida soberana, mas seria perigoso ter condescendência. Ele afirmou ter uma visão relativamente positiva em relação à crise do euro.

AE, Agência Estado

31 Março 2012 | 10h22

"Ninguém pode dizer que a crise da zona do euro está totalmente superada. Seria uma atitude perigosa, se chegássemos a um estado de complacência", informou Monti em uma coletiva de imprensa durante sua visita à China.

No entanto, o premiê italiano acredita que a Itália "não será uma nova fagulha no fogo" da crise europeia. Um acordo maior sobre uma "barreira de proteção" para a zona do euro é um passo a frente, afirmou Monti, acrescentando que desejava que ainda mais fundos se comprometessem com tal estrutura defensiva. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Itália premiê zona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.