Monumento a Stalin é reinaugurado na Sibéria

Um monumento ao líder soviético Josef Stalin foi restaurado numa pequena cidade da Sibéria, informou hoje uma agência de notícias. O monumento de bronze a Stalin na cidade de Ishim foi reinaugurado na véspera do 86º aniversário da revolução bolchevique de 1917, a ser comemorado nesta sexta-feira, segundo a ITAR-Tass. Stalin passou brevemente por Ishim quando seguia para o exílio na Sibéria por ordens do governo czarista. O monumento havia sido desmantelado como parte dos esforços de seu sucessor, Nikita Khruschev, para expor e condenar a repressão stalinista. A estátua havia sido escondida por seguidores de Stalin e trazida a público em 1999. Pesquisas de opinião mostram que Stalin continua sendo popular entre muitos russos, que ignoram os expurgos e uma fome ocorrida em conseqüência de políticas governamentais que mataram milhões de pessoas. Eles enaltecem Stalin pela liderança na vitória da União Soviética contra a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial e por ter transformado uma atrasada nação agrária numa superpotência nuclear.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.