Monumento aos Dez Mandamentos provoca saída de juiz

O presidente do Tribunal de Justiça do Alabama Roy Moore foi afastado do cargo nesta quinta-feira por recusar-se a obedecer a uma ordem da justiça federal dos Estados Unidos para que retirasse um polêmico monumento em homenagem aos Dez Mandamentos da entrada da corte estadual. A estadual Corte do Judiciário impôs por unanimidade a pena mais rígida possível depois de um julgamento no qual Moore reiterou sua recusa em retirar o monumento como um reconhecimento moral e legal a Deus. A promotoria alegou que a recusa de Moore em obedecer à ordem prejudicaria a credibilidade do poder judiciário se passasse impune. Moore, um defensor dos religiosos conservadores, foi suspenso em agosto, mas pôde continuar recebendo seu salário anual de US$ 170.000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.