Moradores de Faluja denunciam ataque; carro-bomba mata 3

Moradores de Faluja, cidade onde se refugiam combatentes da resistência à presença americana no Iraque, dizem que aviões americanos voltaram a disparar foguetes contra a cidade nesta noite. Militares americanos garantem que só foram usados projéteis luminosos. Os fuzileiros navais dos EUA afirmam que nenhum ataque aéreo foi desfechado contra Faluja.Uma alta autoridade militar dos EUA disse, ontem, que um mês de bombardeios contra Faluja matou mais de 100 supostos guerrilheiros, causando graves danos à rede terrorista do jordaniano Abu Musab al-Zarqawi.Mais cedo, um militante suicida explodiu um carro-bomba em um posto de verificação da Guarda Nacional iraquiana nas proximidades de Faluja, matando pelo menos três pessoas. O ataque teve lugar pela manhã em Saqlawiya, 20 km a noroeste de Faluja, informa o tenente de polícia Zeidan Mustafa. Os três mortos eram soldados da Guarda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.