Morales decide participar da Cúpula das Américas

O presidente da Bolívia, Evo Morales, viajará às reuniões de cúpula previstas para amanhã, na Venezuela, e em Trinidad e Tobago entre sexta-feira e domingo. Morales acaba de superar uma crise política, durante a qual fez greve de fome. O presidente havia suspendido sua participação nas cúpulas da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba) e na Cúpula das Américas, por causa da situação interna boliviana. Mas, hoje, seus ministros o convenceram da importância desses encontros, disse o porta-voz presidencial Iván Canelas em entrevista coletiva.

AE-AP, Agencia Estado

15 de abril de 2009 | 12h09

Morales viajará à Venezuela hoje para o encontro da Alba, integrada também por Cuba, Nicarágua e Dominica. Nesse encontro, os presidentes analisarão, entre outros temas, a posição deles na V Cúpula das Américas, em Trinidad e Tobago, com a presença de 34 chefes de governo. Na semana passada, Morales disse que levará à Cúpula das Américas uma proposta de resolução para que os Estados Unidos levantem o embargo a Cuba, aproveitando a presença do presidente norte-americano, Barack Obama. Morales iniciou uma greve de fome na quinta-feira e a suspendeu ontem, após o Congresso aprovar uma nova lei eleitoral e garantir a realização de eleições no fim do ano. O presidente poderá tentar a reeleição.

Tudo o que sabemos sobre:
BolíviaMoraleseleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.