Morales diz que Fidel Castro está fraco, porém lúcido

O líder cubano de 81 anos não aparece em público desde quando se submeteu a uma cirurgia em julho de 2006

REUTERS

23 de maio de 2008 | 09h28

Fidel Castro está "fraco mas muito lúcido", afirmou o presidente boliviano, Evo Morales, após uma reunião com o ex-líder cubano na quinta-feira. Em discurso na Venezuela, Morales disse que se encontrou com o debilitado líder comunista durante uma breve visita à ilha caribenha. "Eu tive uma reunião com Fidel, achei ele fraco mas muito lúcido, uma homem sábio como sempre", disse Morales. O líder revolucionário de 81 anos não aparece em público desde quando se submeteu a uma cirurgia no intestino em julho de 2006. Seu irmão Raul Castro assumiu a liderança de Cuba formalmente em fevereiro. Uma emissora cubana informou que Morales teve um "animado encontro" com Fidel Castro por duas horas na quinta-feira no qual eles discutiram políticas para a América Latina e vínculos entre os dois países. As últimas imagens de Castro em público foram transmitidas por Cuba em janeiro. Ele se mostrava frágil, mas conversava e tirava fotos com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Morales e o aliado esquerdista, o presidente venezuelano Hugo Chávez, estão próximos de Castro e o consideram uma inspiração e conselheiro. Cuba enviou médicos e professores para os dois países em troca do petróleo subsidiado venezuelano.

Tudo o que sabemos sobre:
MORALESFIDEL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.