Morales diz que não expulsará americanos das regiões cocaleiras

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que não planeja expulsar oficiais dos Estados Unidos das principais regiões de cultivo de coca, apesar das pressões dos cocaleiros.A embaixada americana adiou a reunião marcada para a quarta-feira com oficiais bolivianos para discutir a questão da coca, depois que o sindicato dos plantadores da região de Chapare votou exigindo a expulsão de agentes americanos do DEA, órgão norte-americano de combate ao tráfico de drogas, e todas as outras organizações financiadas pelos Estados Unidos.Morales disse que se reuniria com o embaixador americano, David Greenlee, no sábado para esclarecer a situação. "Nunca falamos em expulsão. Eu respeito as declarações de meus colegas, mas é importante manter relações bilaterais e multilaterais com respeito mútuo" afirmou. Na terça-feira, Morales aceitou sua reeleição como líder dos cocaleiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.