Morales diz que não tem "medo algum" dos EUA por apoiar Cuba

O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou neste domingo, 13, que não tem "medo algum" de eventuais represálias dos Estados Unidos por apoiar seu colega cubano, Fidel Castro. "Alguns dizem ´Evo não fale de Cuba, os Estados Unidos vão te castigar´. Que nos castiguem, somos povos indígenas e sadios para mudar a América Latina. Não tenho medo algum e por isto cumprimentamos os 80 anos de Fidel", declarou Morales.O presidente boliviano fez um discurso na localidade de Caranavi, que fica a 156 quilômetros de La Paz, onde inaugurou a remodelação do 15ª hospital financiado na Bolívia com ajuda cubana."O companheiro Fidel já está recuperado e em breve estará conosco no trabalho pelo povo latino-americano", afirmou ao pedir vários vivas para Castro e para Cuba ao grande grupo de camponeses que o acompanharam no ato.Morales também confirmou que estará presente na celebração do aniversário de Fidel, marcada para o dia 2 de dezembro em Havana, levando uma torta de coca, planta que em seu país é usada há séculos com fins medicinais, ritualísticos e alimentares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.