Morales é chamado de ateu por católicos bolivianos

O presidente boliviano Evo Morales foi chamado de "ateu" por católicos que participavam na quarta-feira da festa tradicional da Virgem Urkupina, a maior do calendário católico boliviano, informou a imprensa local.Morales, que se diz católico, esteve presente no ritual de tirar pedras de um morro, mas não participou da celebração religiosa, o que despertou a ira da população. Muitos vaiaram o presidente, que ignorou a provocação.Morales vem sendo fortemente criticado pelos católicos bolivianos devido ao projeto de seu governo que visa o fim da disciplina religião nas escolas de todo o país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.