Morales pede que associação UE-CAN beneficie os pobres

O presidente da Bolívia, Evo Morales, pediu na quinta-feira, 22, que a União Européia (UE) e a Comunidade Andina de Nações (CAN) "sejam capazes" de conseguir um acordo de associação que beneficie os setores mais pobres da região sul-americana.O líder boliviano conversou com membros de uma delegação doParlamento Europeu, encarregada das relações com a CAN, quevisitaram La Paz na quinta-feira, segundo fontes do Palácio de governo."A Comunidade Andina e a União Européia devem ser capazes decriar um Acordo de Associação que beneficie os setores excluídos do continente", destacou Morales, segundo uma nota oficial.O Acordo de Associação entre a CAN e a UE pretende incluiraspectos políticos, de cooperação e livre-comércio.Além disso, Morales destacou a preocupação das naçõeslatino-americanas com as restrições da Europa aos emigrantes, ao contrário do tratamento que sempre receberam os europeus que migraram para a América.O chefe da delegação, o francês Alain Lipietz, declarou o seu apoio à Assembléia Constituinte boliviana, que trabalhará mais de sete meses para redigir uma nova Constituição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.