Morre Alexis II, patriarca da Igreja Ortodoxa Russa

O dirigente máximo da Igreja Ortodoxa Russa, Alexis II, morreu hoje, aos 79 anos, informou a instituição. A Igreja Ortodoxa não divulgou a causa da morte, mas o patriarca sofria de uma doença no coração há anos. O religioso liderou um amplo ressurgimento pós-soviético dessa igreja, apesar de ter sido acusado de converter o credo em uma força nacionalista. Alexis II era desde 1990 o principal hierarca da maior congregação ortodoxa do mundo. Segundo a maioria das estimativas, dois terços dos 142 milhões de russos pertencem a essa igreja.O patriarca assumiu a igreja quando a União Soviética, oficialmente atéia, suavizava as restrições à religião. Com a queda da União Soviética no ano seguinte, a popularidade da igreja ganhou força. Com isso os templos foram restaurados e a televisão nacional passou a transmitir longas missas em grandes festividades religiosas.Em várias ocasiões, porém, Alexis II se queixou de que a nova liberdade religiosa na Rússia significou uma pressão enorme sobre a igreja. Ele também em alguns momentos lamentou o que considerou ações de outros credos para atrair fiéis entre pessoas de sua igreja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.