Morre aos 52 anos ex-guerrilheiro Galimberti

O ex-guerrilheiro e empresárioRodolfo Galimberti, uma das figuras mais polêmicas da históriaargentina dos últimos 30 anos, faleceu hoje de manhã, aos 52anos, durante uma operação do coração. Chamado de "El loco" ("O louco") pelos amigos e inimigos,Galimberti ficou famoso nos anos 70, quando, como um dos líderesdo grupo guerrilheiro "Montoneros", seqüestrou Jorge Born, naépoca o herdeiro da maior fortuna do país. Os "montoneros" obtiveram um milionário resgate, quedesapareceu anos depois. Suspeita-se que Galimberti tenha ficadocom grande parte do dinheiro. Duas décadas depois, a meados dosanos 90, o ex-guerrilheiro reapareceu, inesperadamente, ao ladode seu antigo ex-seqüestrado, como sócio da Hard Communication,uma empresa encarregada das ligações telefônicas para programasde auditório, envolvida em um escândalo de fraudes. De integrante da esquerda à representante do establishment,Galimberti negava para si a definição de "burguês". No entanto afirmava que a aliança com os EUA - incluindo a dolarização daeconomia - era "o único futuro positivo para a Argentina".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.