AFP PHOTO / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / CHIP SOMODEVILLA
AFP PHOTO / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / CHIP SOMODEVILLA

Morre aos 88 anos deputada mais velha do Congresso americano

Democrata Louise Slaughter trabalhou por mais de 30 anos na Câmara dos Representantes pelos direitos trabalhistas e das mulheres

O Estado de S.Paulo

16 Março 2018 | 13h19

WASHINGTON  - Morreu nesta sexta-feira, 16, a deputada democrata Louise Slaughter, a parlamentar mais velha da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos e defensora dos direitos trabalhistas e das mulheres. 

+ Câmara dos EUA aprova corte radical de impostos, na maior vitória de Trump no Congresso

Ela estava internada desde que sofreu uma queda em sua residência em Washington na quarta-feira. 

Filha de um ferreiro do Kentucky, ela se formou em microbiologia e era especialista em saúde pública quando se mudou para Nova York, na década de 1950. Entrou para a política 20 anos depois, quando se candidatou a vereadora, depois deputada estadual. Chegou ao Congresso em 1986, quando passou a defender interesses de trabalhadores de empresas da região de Nova York. 

Na época, Louise era uma das 29 mulheres dos mais de 500 parlamentares da Câmara. Em paralelo à defesa dos trabalhadores, apresentou projetos de leis pelo direito das mulheres a planos de saúde e ao aborto.

 Em 1994, foi coautora de um projeto contra a violência doméstica.  Um de seus últimos grandes projetos foi o Obamacare, em 2010. /NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.