Morre autor que inspirou filme Anti-herói Americano

Foi encontrado morto em sua casa, hoje, nos Estados Unidos, o escritor de histórias em quadrinhos Harvey Pekar, de 70 anos. Ele era o autor da série "American Splendor", que deu origem ao filme "Anti-herói Americano", em 2003, com Paul Giamatti. Autoridades foram chamadas à casa de Pekar no subúrbio de Cleveland pela mulher do autor, por volta da 1h (hora local), informou o capitão da polícia Michael Cannon. O corpo foi encontrado na cama.

AE-AP, Agência Estado

12 de julho de 2010 | 15h29

Pekar vinha sofrendo de câncer de próstata, pressão alta e depressão, segundo Cannon. O artista havia ido para a cama às 16h30 de domingo, sentindo-se bem, segundo a mulher dele. Um porta-voz do escritório do juiz investigador do condado disse que uma autópsia deve ser realizada. O funcionário afirmou que ainda não foi determinada a causa da morte.

Os quadrinhos de "American Splendor", que começaram a ser publicados em 1976, traziam reclamações de Pekar sobre temas como trabalho, dinheiro e a monotonia da vida. Os comentários inusitados tornaram a obra um cult, por seus insights de humor e um toque politicamente incorreto.

Em 2003, o Círculo de Críticos de Filmes de Nova York considerou "Anti-herói Americano" como melhor filme de diretor estreante, prêmio dado à dupla de diretores e roteiristas Shari Springer Berman e Robert Pulcini. Em parte representado e em parte um documentário, com elementos animados adicionados, o filme trazia como ator principal Giamatti, no papel do outsider Pekar.

Em 1997, Pekar disse que não pretendia parar de escrever a série "American Splendor". "Não há fim à vista para mim. Eu quero continuar a fazer isso", afirmou o artista. "É uma autobiografia contínua, o trabalho de uma vida."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.