Morre Carrillo, líder histórico antifranquista

O histórico líder do Partido Comunista da Espanha (PCE) Santiago Carrillo morreu ontem, aos 97 anos, de causas naturais. Um dos arquitetos da transição democrática da Espanha, ele passou 38 anos no exílio, depois da Guerra Civil Espanhola (1936-1939) e da ditadura de Francisco Franco.

MADRI, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2012 | 03h02

Pesam acusações, sempre negadas por ele, de envolvimento no massacre de Paracuellos de Jarama, em 1936, durante a guerra, no qual mais de 3 mil civis e militares suspeitos de apoiar Franco foram assassinados. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.