Morre conselheira do governo do Iraque, após emboscada

Aquila al-Hashimi, uma das três mulheres escolhidas para participar do Conselho de Governo do Iraque, morreu hoje, cinco dias após ter sido atingida por tiros durante emboscada realizada por seis homens próximo à sua residência, informaram as autoridades norte-americanas em Bagdá. Al-Hashimi preparava-se para participar da Assembléia Geral das Nações Unidas. Diplomata de carreira e muçulmana xiita, ela deveria tornar-se embaixadora do Iraque nas Nações Unidas. Ela ocupou o Ministério das Relações Exteriores durante o regime de Saddam Hussein e era a única representante do antigo governo no atual conselho.

Agencia Estado,

25 Setembro 2003 | 08h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.