Morre enfermeira da famosa foto de beijo em NY

Edith Shain, que afirmava ser a enfermeira que foi beijada por um marinheiro na Times Square (Nova York) mostrada na famosa fotografia publicada pela revista Life, que marcou o fim da Segunda Guerra Mundial, morreu no domingo, aos 91 anos. De acordo com um dos seus filhos, Michael Shain, ela sofria de câncer no fígado.

AE-AP, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 17h55

Seu outro filho, Robert Shain, disse que sua mãe havia encerrado seu expediente em um hospital quando ela e a uma amiga tomaram o metrô até a Times Square, no dia 15 de agosto de 1945, para participar da celebração do que ficou conhecido como o Dia da Vitória.

A fotografia foi tirada pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt, da Life, mas ele não perguntou os nomes do marinheiro e da enfermeira. Nos anos seguintes, as tentativas de identificar a enfermeira atraíram várias mulheres.

"Eu fui do hospital para a Times Square naquele dia porque a guerra tinha acabado. Onde mais um nova-iorquino iria?", disse ela, em 2008, quando vestiu novamente o uniforme e foi a mestre de cerimônia da parada de veteranos de guerra de Nova Iorque. "E aquele cara me pegou e me beijou. Então, eu tomei um rumo e ele tomou outro. Não havia como saber quem ele era, mas eu não me importei porque ele era alguém que havia lutado por mim", declarou Edith.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.