Morre enfermeira de Kate que levou trote

Funcionária de hospital onde duquesa estava internada tinha caído em brincadeira de rádio

LONDRES, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2012 | 02h04

Uma das enfermeiras que caíram no trote que a rádio australiana 2DayFM passou no Hospital King Edward VII - quando Kate Middleton, mulher do príncipe William, ainda se tratava no local de enjoos decorrentes de sua gravidez - foi encontrada morta ontem em Londres. Fontes não identificadas afirmaram à imprensa britânica que Jacintha Saldanha, de 46 anos, teria se suicidado. A polícia trata o caso como uma morte "inexplicada".

Por volta das 5h30 da terça-feira na Grã-Bretanha, os locutores australianos Mel Greig e Michael Christian telefonaram para a unidade de saúde se passando, respectivamente, pela rainha Elisabeth e pelo príncipe Charles. Jacintha atendeu à chamada e, após ouvir a "monarca" pedindo para falar com sua "neta", transferiu a ligação para outra funcionária que, além de dar detalhes sobre o estado de saúde da duquesa de Cambridge, aconselhou os "parentes" de Kate sobre o melhor horário para visitá-la.

O diretor da instituição, John Lofthouse, afirmou que sua equipe está chocada com a morte da funcionária. "Jacintha trabalhou no Hospital King Edward VII por mais de quatro anos. Era uma excelente enfermeira, respeitada e popular entre todos seus colegas. Podemos confirmar que ela foi vítima de um trote telefônico ao hospital. O hospital esteve dando apoio a ela durante esse período muito difícil. Ela era uma enfermeira de primeira classe, que cuidou zelosamente de centenas de pacientes durante seu tempo conosco."

A polícia afirmou que foi acionada às 9h35 para socorrer uma mulher encontrada inconsciente em um edifício associado ao hospital, na Weymouth Street, que faz esquina com a rua da unidade de saúde. Jacintha foi declarada morta no local pelos paramédicos que a atenderam.

O Palácio de St. James, que representa o príncipe e a duquesa, afirmou em um comunicado que William e Kate estão "profundamente entristecidos" em razão da morte da enfermeira. "Suas altezas reais foram cuidadas maravilhosamente bem em todos os momentos por todos no Hospital King Edward VII e seus pensamentos e preces estão com a família, os amigos e os colegas de Jacintha Saldanha."

O trote e seu trágico desfecho ocorrem enquanto a Grã-Bretanha discute uma regulação para a conduta jornalística. Os locutores que fizeram a brincadeira se desculparam pouco depois. Ontem, a 2DayFM declarou que os radialistas - que apagaram suas contas no Twitter e saíram do ar temporariamente - estão "chocados" e não comentarão o tema.

"É muito triste que um simples erro decorrente de uma cruel brincadeira possa levar à morte de uma dedicada enfermeira", disse ao Daily Mail Peter Carter, secretário-geral da Faculdade Real de Enfermagem. / NYT. AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.