Elmer MARTINEZ / AFP
Elmer MARTINEZ / AFP

Morre ex-presidente de Honduras Roberto Suazo Córdova, aos 91 anos

Córdova assumiu o poder em 27 de janeiro de 1982, em substituição ao general Policarpo Paz García, também falecido, que presidia a Junta Militar governante de Honduras

EFE, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2018 | 14h57

TEGUCIGALPA - O ex-presidente de Honduras Roberto Suazo Córdova, que governou entre 1982 e 1986, morreu neste sábado, aos 91 anos, em Tegucigalpa, informou uma fonte oficial.

Ele faleceu no Hospital Militar de Tegucigalpa, na capital de Honduras, às 5h30 (horário local, 9h40 em Brasília), por conta de problemas de saúde que vinham se acumulando nos últimos tempos, de acordo com um porta-voz militar. 

Nascido em 17 de março de 1927, na cidade de La Paz, no departamento do mesmo nome, Córdova se formou em medicina. Ganhou as eleições de novembro de 1981, no opositor Partido Liberal, e se tornou o primeiro presidente civil, após quase duas décadas de regime militar no país. No mesmo ano, presidiu a Assembleia Nacional Constituinte e redigiu a atual Constituição de Honduras.

Córdova assumiu o poder em 27 de janeiro de 1982, em substituição ao general Policarpo Paz García, também falecido, que presidia a Junta Militar governante de Honduras. Em sua gestão, Honduras se aproximou dos Estados Unidos na luta contra o governo sandinista e os grupos guerrilheiros de esquerda, que combatiam na Guatemala e em El Salvador. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.