Morre indiana vítima de estupro coletivo

Uma indiana de 23 anos que sofreu um estupro coletivo e foi brutalmente agredida em um ônibus em Nova Délhi morreu no hospital que estava internada em Cingapura. O caso causou ultraje entre os indianos, que protestam exigindo maior proteção contra a violência sexual. A estudante de medicina e um amigo estavam em um ônibus no dia 16 quando foram atacados por seis homens, que a estupraram e bateram nos dois. Ela foi submetida a várias cirurgias antes de ser levada a Cingapura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.