Morre Lansana Conté, presidente da Guiné

De acordo com a Constituição, o presidente da Assembléia Nacional assume o poder de forma interina e tem de convocar eleições presidenciais em um prazo de 60 dias

EFE

23 de dezembro de 2008 | 04h16

O presidente da Guiné, Lansana Conté, morreu nesta segunda-feira em decorrência de uma doença crônica, anunciaram as emissoras de rádio regionais captadas em Dacar. Segundo as fontes, o presidente da Assembléia Nacional, Aboubacar Somparé, anunciou a morte do presidente, às 18h45 locais (16h45 de Brasília), em mensagem à emissora de rádio e TV estatal. Somparé solicitou ao presidente da Suprema Corte que constate oficialmente a vacância do poder e faça aplicar a Constituição. De acordo com a Constituição, o presidente da Assembléia Nacional assume o poder de forma interina e tem de convocar eleições presidenciais em um prazo de 60 dias. Pouco depois, o primeiro-ministro Ahmed Tidiane Souare se dirigiu à nação para anunciar um luto nacional de 40 dias. Souare pediu que a população guineana tenha calma e moderação, e convocou as forças de segurança a manter a segurança nas fronteiras do país. Conté, que morreu aos 74 anos, chegou ao poder no dia 3 de abril de 1984, após um golpe de Estado militar perpetrado por um grupo de oficiais, depois da morte do primeiro presidente do país, Ahmed Ekou Touré.

Tudo o que sabemos sobre:
Morre Lansana Conté,

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.