Morre leão que simbolizava o sofrimento do afegãos

Marjan, o leão que reinou no zoológico de Cabul durante 23 anos de guerra e crueldade, conheceu poucas semanas de paz e harmonia, foi encontrado morto na jaula neste sábado. Marjan perdeu um olho por causa de uma granada e emagreceu durante os anos de guerra, em virtude da pouca comida. Mesmo assim, nunca perdeu a aura de dignidade. A morte foi muito sentida pelos afegãos, para os quais ele havia se tornado o símbolo do sofrimento e das aspirações do Afeganistão.

Agencia Estado,

26 Janeiro 2002 | 19h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.